quarta-feira, 2 de março de 2011

Baldaquino de Bernini (Basílica de São Pedro - Roma)


A Basílica de São Pedro (em latim Basilica Sancti Petri, em italiano Basilica di San Pietro) é uma basílica no Estado do Vaticano, tratando-se da maior das igrejas do cristianismo e um dos locais cristãos mais visitados. Cobre um área de 23000 m² ou 2,3 hectares (5.7 acres) e pode albergar mais de 60 mil devotos (mais de cem vezes a população do Vaticano). É o edifício com o interior mais proeminente do Vaticano, sendo sua cúpula uma característica dominante do horizonte de Roma, sendo adornada com 340 estátuas de santos, mártires e anjos. Situada na Praça de São Pedro, sua construção recebeu contribuições de alguns dos maiores artistas da história da humanidade, tais como Bramante, Michelangelo, Rafael e Bernini.
Foi provado que sob o altar da basílica está enterrado
São Pedro (de onde provém o nome da basílica) um dos doze apóstolos de Jesus e o primeiro Papa e, portanto, o primeiro na linha da sucessão papal. Por esta razão, muitos Papas, começando com os primeiros, têm sido enterrados neste local. Sempre existiu um templo dedicado a São Pedro em seu túmulo, inicialmente extremamente simples, com o passar do tempo, os devotos foram aumentando o santuário, culminando na atual basílica. A construção do atual edíficio sobre o antigo começou em 18 de abril de 1506 e foi concluído em 18 de novembro de 1626, sendo consagrada imediatamente pelo Papa Urbano VIII. A basílica é um famoso local de peregrinação, por suas funções litúrgicas e associações históricas. Como trabalho de arquitetura, é considerado o maior edifício de seu período artístico.



O Baldaquino é dos locais mais impressionantes da Basílica de São Pedro, em Roma. Gian Lorenzo Bernini criou, para o altar papal acima do túmulo de São Pedro, uma obra prima técnica e artística para o Papa Urbano VIII Barberini.
Trata-se de um alto baldaquino de bronze dourado, de quase 30 metros de altura, construído de 1624 a 1633. De plintos em mármore, que mostram o escudo de armas do papa, erguem-se quatro colunas torcidas que suportam o peso do baldaquino com um globo e uma cruz. O desenho é exuberante, cheio da energia e movimento próprios ao Barroco, a solução ideal para o imenso espaço aberto no interior pelo domo central.
Para obter bronze suficiente o papa ordenou derreter bronzes antigos do Panteão, fazendo com isso o povo de Roma dizer: «O que os bárbaros não conseguiram fazer, fizeram os Barberini...»
A Cadeira de São Pedro, ou Cathedra Petri, construída por Gian Lorenzo Bernini de 1656 a 1666, tem 20 metros. Escultura enorme de mármore e bronze e estuco dourado, foi colocada na abside para o Papa Alexandre VII e contem a relíquia mais preciosa da basílica, a cathedra Petri, ou cadeira de São Pedro (na verdade, trata-se do trono em madeira em que o Carlos o Calvo foi coroado imperador em 875). No alto há putti ou meninos com as insígnias papais e uma multidão de anjinhos entre raios de bronze dourado. A Cátedra glorifica o ofício de papa, pois o representante de Deus aparece como o elo entre o céu e a terra.
(wikipedia.org)
comente este artigo clicando em comments e participe da promoção para ganhar a Tese "A Graphologia em Medicina Legal" - promoção para o período de 2/3 a 2/5/11

9 comentários:

Anônimo disse...

remont Привет! Заходите на http://vsjstroika.ucoz.ru [url=http://vsjstroika.ucoz.ru]remont kvartir v Zaporozhye[/url].

Anônimo disse...

Не помню где я уже встречал такую статью да ладно

Anônimo disse...

Не помню где я уже встречал такую статью да ладно

Anônimo disse...

Не помню где я уже встречал такую статью да ладно

Anônimo disse...

Не помню где я уже встречал такую статью да ладно

Anônimo disse...

Не помню где я уже встречал такую статью да ладно

Anônimo disse...

Не помню где я уже встречал такую статью да ладно

Anônimo disse...

Не помню где я уже встречал такую статью да ладно

Anônimo disse...

Не помню где я уже встречал такую статью да ладно